Você está aqui
Home > Notícias > Conselheiro do CORECONPR ministra palestra na UFFS em Laranjeiras do Sul

Conselheiro do CORECONPR ministra palestra na UFFS em Laranjeiras do Sul

O conselheiro do CORECONPR PR, Marcos Kruse ministrou, no dia 14 de agosto, a palestra com tema “Emenda Constitucional nº 95 – a PEC dos Gastos Públicos” que se referem nos ajustes das verbas vinculadas a educação e a saúde, na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Laranjeiras do Sul. Com auditório lotado com cerca de 120 pessoas, entre alunos dos cursos de economia, agronomia e professores, o tema foi discutido com espaço para perguntas, questionamentos e sugestões de alternativas para o tema em questão. Na ocasião, foi debatedor o professor da universidade, Luis Claudio Krajevski.

Entre os tópicos abordados, Kruse comentou como a Emenda Constitucional quebrou a lógica das verbas vinculadas e agora o Governo Federal pode “manipular” a dotação orçamentária mantendo apenas o que foi gasto no ano anterior corrigido pela inflação. Também falou sobre a readequação da previdência, e que sem a previdência modificada a Emenda 95 seria praticamente inútil, pois não provoca contingência necessária para resolver os problemas que originaram a Emenda. Também expôs que o principal problema do Brasil se refere a taxa dos juros internos e que esse problema não foi contemplado por essa modificação constitucional.

E para finalizar o economista frisou que democracia não é concessão; é conquista. “Democracia se faz como processo continuado de luta. As pessoas devem lutar e se envolverem para que o poder esteja aí do povo, para o povo e pelo povo de sorte, que a representação política seja feita em função do sujeito do poder e não contra ele”.

CORECONPR NA UFFS

Na ocasião, Marcos Kruse visitou a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) em nome do CORECONPR e ficou admirado com a estrutura e com o curso de economia, pois ele é voltado para as necessidades da região, que é uma das mais pobres do Paraná. “O curso tem como objetivo desenvolver aquela região e por isso está veiculado com os problemas dela, no que incluem ainda populações indígenas e de assentamentos de Sem Terra, esses por sua vez participam da vida universitária, com alguns alunos estudando economia. A faculdade se preocupa em formatar uma nova reflexão econômica tendo foco em temas como ecologia, economia sustentável e desenvolvimento sustentável. Eu como conselheiro do CORECONPR, vi a universidade com muito bom olhos”.

Top