Você está aqui
Home > Notícias > Nota de pesar: João Paulo de Almeida Magalhães falece aos 88 anos

Nota de pesar: João Paulo de Almeida Magalhães falece aos 88 anos

O CORECONPR, como representante dos economistas do Estado Paraná, manifesta pesar pelo falecimento  do economista João Paulo de Almeida Magalhães  (88 anos), ocorrido na manhã desta quinta-feira (17), e se solidariza com os familiares e amigos. Dono de uma vasta trajetória profissional, Magalhães era um dos mais respeitados economistas brasileiros e inclusive foi homenageado em Curitiba, na solenidade de abertura do XXI Congresso Brasileiro de Economia. O corpo será cremado nesta sexta-feira (18), às 12 horas, no Memorial do Carmo (R. Monsenhor Manuel Gomes, 287 – Caju).

Trajetória profissional

Magalhães concluiu seu doutorado em Ciências Econômicas pela Universidade de Paris (Pantheon-Sorbonne), em 1953, com o tema Investimentos Estrangeiros na América Latina. Sua livre-docência em Economia foi obtida pela Universidade de São Paulo (USP). João Paulo foi professor titular de Economia da Faculdade de Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professor titular de Economia pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Em seu currículo, constam passagens pelo Departamento de Estudos Econômicos da Confederação Nacional da Indústria, onde exerceu o cargo de diretor; tendo chefiado, ainda, o Núcleo de Planejamento do Governo Jânio Quadros. João Paulo também foi membro do Comitê de Peritos da Aliança para o Progresso (Organização dos Estados Americanos); e presidente do Instituto dos Economistas do Rio de Janeiro. Igualmente, foi membro Correspondente do Centro de Estudos Estratégicos da Escola Superior de Guerra.

Autor de vários livros e artigos publicados – entre eles, Estratégia de longo prazo para o Brasil: uma alternativa ao modelo neoliberal; Paradigmas econômicos e desenvolvimento, a experiência brasileira; Inflação e Desenvolvimento; e O que fazer depois da crise.

João Paulo de Almeida Magalhães também foi agraciado com a comenda de Grau de Grande Oficial,por Decreto de 25 de agosto de 2005, referendado pelo Ministro de Estado das Relações Exteriores e publicado no Diário Oficial da União de 26/08/2005, tendo sido admitido no Quadro Suplementar da Ordem de Rio Branco.

Sistema Cofecon/Corecons

Magalhães também foi atuante no Sistema Cofecon/Corecons. Presidiu o Conselho Regional de Economia do Rio de Janeiro por seis mandatos, sendo os três primeiros no período 2006-2008 e os seguintes no triênio 2010-2012. No Conselho Federal de Economia foi conselheiro efetivo de 2002 a 2004, com destacada atuação no debate de conjuntura e na discussão das notas oficiais emitidas pelo Cofecon.

Em 2005, João Paulo tornou-se o segundo economista a ser homenageado com o prêmio Personalidade Econômica do Ano, criado e entregue pela primeira vez no exercício anterior. A entrega ocorreu por ocasião do XVI Congresso Brasileiro de Economia (CBE), realizado na cidade de Florianópolis.

JPAM_PB

Top