Você está aqui
Home > Informativos > Ano 04 – Edição 11 – Novembro 2013

Ano 04 – Edição 11 – Novembro 2013

informe-dezO final de 2013 se aproxima.
Ano difícil marcado por turbulências e incertezas na economia e na política. Mas ainda assim saímos fortalecidos, com a recuperação no segundo semestre e, principalmente com os bons resultados dos setores do comércio de bens e serviços, conseguimos projetar com otimismo um 2014 de crescimento da economia brasileira.

Olhando para trás, lembro-me da primeira mensagem do Presidente Gandolfo neste mesmo editorial. Prometíamos ações em defesa da categoria, buscar aproximação com os estudantes e a classe acadêmica. A interiorização do Conselho e o fortalecimento de nosso departamento de fiscalização.

E o fortalecimento de nosso departa-mento de fiscalização. E com este intuito trabalhamos. Com a ajuda inestimável de nossos conselheiros, assessorias e funcionários, cumprimos uma longa jornada de compromissos não só aqui em Curitiba, como no interior e também em outros Estados brasileiros. Nesta edição acompanharemos ações e o 8º Prêmio BRDE de Desenvolvimento na Universidade de Londrina; nossa palestra na Semana do Economista na Universidade Estadual de Maringá e também nossa presença no encerramento desse evento, com a entrega do 23º Prêmio Paraná de Economia; nossa participação no 18º Enesul em Florianópolis; também no 20º Congresso Brasileiro de Economia em Manaus-AM, com a entrega do 19º Prêmio Brasil de Economia, com dois Economistas Paranaenses classificados em primeiro e segundos lugares; e ainda com a vitória da dupla de acadêmicos paranaenses campeões da 3ª Gincana Nacional de Economia.

Poderemos conferir ainda nesta edição o sucesso do 2º Epeco, realizado no SESC Caiobá, onde reunimos profissionais economistas e estudantes de todo o Paraná para palestras, minicursos e, paralelamente, o 3º Torneio Paranaense de Economia e um artigo sobre a atuação de nosso departamento de fiscalização que trabalha incansavelmente na preservação de nosso mercado de trabalho. Conscientes de que muitos desafios ainda se apresentarão, e que há muito mais ainda por se fazer pela nossa categoria, fica ainda assim uma sensação de dever cumprido. Colabore com nossa gestão, mande sugestões e participe. Ajude- -nos a mudar, renovar, inovar, oxigenar, pois como disse George Bernard Shaw: “É impossível progredir sem mudança. E aqueles que não mudam suas mentes, não podem mudar nada”.

Economista Celso Machado Vice-presidente do CORECONPR

Veja Informativo…

Top