Home Notícias do CORECON 27º ENCONTRO DE ECONOMISTAS DA REGIÃO SUL (ENESUL) REÚNE APROXIMADAMENTE 200 INSCRITOS EM CURITIBA

27º ENCONTRO DE ECONOMISTAS DA REGIÃO SUL (ENESUL) REÚNE APROXIMADAMENTE 200 INSCRITOS EM CURITIBA

by Roberto Cirino
309 views

O evento promovido pelo CoreconPR teve como tema principal “A Transformação Digital na Economia” e reuniu palestrantes, economistas, estudantes, autoridades e convidados.

Com aproximadamente 200 inscritos entre palestrantes, economistas, estudantes, autoridades e convidados foi realizado em Curitiba a 27ª edição do Encontro de Economistas da Região Sul (ENESUL), organizado pelo Conselho Regional de Economia do Paraná (CoreconPR) com coorganização do Corecon-RS e do Corecon-SC. O evento que teve como tema principal “A Transformação Digital na Economia” foi realizado na Universidade Positivo – Campus Osório.

O encontro, que ocorreu na última quinta (24) e sexta (25), contou com economistas de referência nacional e regional discutindo temas atuais da política econômica. A solenidade de abertura do ENESUL contou com os economistas Celso Machado, presidente do CoreconPR, André Luiz Koerich, presidente do Corecon-SC, Aristóteles da Rosa Galvão, conselheiro regional que representou o presidente do Corecon-RS, Maria de Fátima Miranda, conselheira federal que representou o presidente do Cofecon e Fernanda Frankenberger Silva, que representou o diretor de relações internacionais da Universidade Positivo.

No primeiro dia, aconteceu a Palestra Magna com o tema “Os Desafios da Regulação Econômica no Brasil” realizada pelo Economista e  Doutor Marcelo Luis Curado. Na apresentação, o economista abordou diversos aspectos da Regulação Econômica no Brasil. Em sua explanação ele apontou a evolução da função regulatória do Estado ao longo do tempo e suas linhas teóricas. Comentou sobre a transição do Estado Produtor para o Estado Regulador, marcada por marcos regulatórios como o Programa Nacional de Desestatização (PND) e emendas constitucionais, que abriram setores como telecomunicações e petróleo para a iniciativa privada. Falou sobre o histórico do processo de desestatização, enfatizando arrecadações e mudanças nas estratégias de privatização.

Curado abordou a discussão sobre as agências regulatórias no Brasil, entidades governamentais que supervisionam setores específicos para assegurar eficiência e qualidade. E ainda citou exemplos que incluem a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) e Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), ressaltando o papel da regulação na garantia de serviços à população.

O palestrante explorou os desafios da atividade regulatória no Brasil, destacando três desafios principais: a complexidade regulatória em setores em evolução tecnológica, o equilíbrio entre interesses das empresas e do público, e a necessidade de competências multidisciplinares para regulação eficaz.

Para o economista a independência e autonomia das agências regulatórias são apontadas como vitais, mesmo diante de possíveis interferências políticas. Além disso, a importância da transparência e participação da sociedade civil na definição das políticas regulatórias é enfatizada. Ele também citou como exemplo a regulação econômica no Paraná, pela AGEPAR – Agência Reguladora do Paraná.

Painéis do 27º ENESUL

No segundo dia, sexta-feira, 24, deu-se início aos painéis do evento.  O Painel I teve como tema: Desafios do Desenvolvimento, Crescimento e Distribuição de Renda, que contou com a moderação do economista e doutor Lauro Chaves Neto e contribuição dos três palestrantes e economistas, Pery Francisco de Assis Shikida, Monica Beatriz Mattia e Adriano de Amarante que compartilharam informações importantes da economia regional e nacional e seus desafios para o crescimento.

O Painel II teve como tema: Transformação Digital/Competitividade, e contou com moderação da economista e doutora Adriana Ripka. Paerticiparam deste painel os economistas Hugo Eduardo Meza Pinto , Tiago Alves Pinto de Lemos e Alisson Jaroszewski que tiveram a oportunidade de fazer suas apresentações.

Em seguida, no Painel III sob o tema “Crise dos Bancos Digitais – Criptomoedas”, a administradora Fernanda Frankenberger Silva  mediou os últimos três economistas painelistas, Khalil Gamel El Tassa, Francisco Eduardo Köhler Dal Ri e  Fernando Jaques de Borba.

Ao término dos painéis, o presidente do CoreconPR, Celso Machado, chamou o conselheiro federal Paulo Roberto Polli Lobo, para realizar a leitura da Carta Aberta escrita pelos economistas do 27º Enesul.

Estiveram no palco, ao final das exposições, os presidentes e representantes do Corecon´s do Sul, Celso Machado, presidente do CoreconPR, sua vice Andréa Prodohl Kovalczuk, André Luiz Koerich, presidente do Corecon-SC, Aristóteles da Rosa Galvão, conselheiro regional que representou o presidente do Corecon-RS. Eles fizeram o encerramento da 27ª edição do ENESUL saudando e parabenizando todos os participantes, palestrantes, moderadores e a equipe organizadora pelo evento.

O 27º Enesul foi patrocinado pela Fecomércio – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná, Core-PR – Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado do Paraná e Cofecon – Conselho Federal de Economia. Foram apoiadores do evento a Universidade Positivo, Serra Verde Express, Cia de Saneamento do Paraná – Sanepar, Curitiba Região e Litoral Convention e Visitors Bureau, Facilit Serviços Laboratoriais, Unimed Paraná, Garante Serviços de Apoio, Conselho Regional de Economia da 4ª Região – Corecon-RS e Conselho Regional de Economia da 7ª Região – Corecon-SC.

VOCÊ PODE GOSTAR

Leave a Comment

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceito Veja mais