Você está aqui
Home > Notícias > Acadêmicos e economistas são premiados pelo CORECON e BRDE

Acadêmicos e economistas são premiados pelo CORECON e BRDE

Premio_Corecon_BRDENa última sexta-feira (30), na Universidade Estadual de Maringá (UEM) foram realizadas as entregas do 23º Prêmio Paraná de Economia e 8º Prêmio BRDE de Desenvolvimento. Os vencedores do Prêmio Paraná foram Marcel Mazzaroto, da Universidade Positivo e Daiane Gotardo, da Unioeste/Toledo, nas categorias “Economia Paranaense” e “Economia Pura e Aplicada”, respectivamente. O grande vencedor do Prêmio BRDE de Desenvolvimento, foi o artigo que teve como tema “BRDE e o desenvolvimento do Estado do Paraná”, desenvolvido em parceria entre Jandir Ferrera de Lima e Augusta Pelinski Raiher.

Os prêmios realizados pelo Conselho Regional de Economia e pelo BRDE de Desenvolvimento do Extremo Sul são voltados para estudantes, professores de economia e economistas, e têm como objetivo estimular e valorizar a produção científica ligada à economia paranaense pura e aplicada, além de incentivar a pesquisa e a investigação econômica pelos profissionais da área. Durante o evento, o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES), Economista Gilmar Mendes Lourenço, ministrou a palestra com o tema “O Paraná na Dinâmica Regional Brasileira Recente”, observando a economia paranaense, a evolução e os desafios para a competitividade.

Durante seu pronunciamento, Jorge de Gomes Rosa Filho, vice-presidente e diretor financeiro do BRDE, ressaltou a importância dos artigos, que ajudam a designar os rumos do banco. “Tudo isso serve para nós aprendermos mais com o mercado. Nada melhor do que ter essa via de duas mãos para poder corrigir o seu rumo e procurar evitar erros”, destaca.

O presidente do CORECONPR, Carlos Alberto Gandolfo, enalteceu a qualidade das produções e a importância desta iniciativa. “Os trabalhos apresentados foram de muita qualidade, e por isso deram muito trabalho para a banca examinadora. As monografias e artigos revelam opiniões e informações que podem contribuir no desenvolvimento econômico do Paraná”, comenta.

PRÊMIO BRDE

Os autores Jandir Ferrera de Lima e Augusta Pelinski Raiher, venceram o concurso do BRDE com o artigo “Uma Visão, Uma Missão: O Crédito do BRDE e o Desenvolvimento Socioeconômico Paranaense”. O artigo classificado em segundo lugar foi elaborado por Bernardo Piccoli Braga e Vicente Picolli Medeiros Braga, com o tema “Vantagens Comparativas e Vulnerabilidades Políticas: o  BRDE entre Falhas de Mercado e Falhas de Governo”. Na terceira colocação ficou o artigo de Wellington da Silva Pereira, com o tema “Reflexões sobre o Desenvolvimento Econômico: Desafios e Oportunidades Contemporâneas para o BRDE”. Este prêmio é uma iniciativa do BRDE, que incentiva estudantes e profissionais economistas a realizarem pesquisas e investigação econômica.

PRÊMIO PARANÁ

O Prêmio Paraná de Economia, que tem como objetivo valorizar a produção científica através da reflexão de alto nível sobre temas ligados à realidade da economia paranaense premiando duas categorias, a “Economia Pura e Aplicada” e a “Economia Paranaense”.

Na categoria “Pura e Aplicada” a vencedora, Daiane Marani, foi selecionada com a monografia “Distribuição Espacial das Indústrias Dinâmicas e não Dinâmicas na Região Sul do Brasil – 1995 e 2010”. Em segundo lugar ficou com Silvia Verônica Couto, da Universidade Estadual de Maringá, com a monografia “O Pass-Through do Câmbio para Índice de Preços no Brasil – Uma Análise Empírica para o período de 1999-2011”. Guilherme Rolim Dias, da Universidade Estadual de Londrina, obteve a terceira posição, com o tema “Santa Catarina: Estudo da Concentração Industrial – 1999 a 2008”.

Na categoria “Economia Paranaense”, a monografia vencedora “Análise do Comportamento dos Preços da Pecuária Paranaense no Período Pós-Crise Financeira de 2008”, foi de autoria do estudante da Universidade Positivo, Marcel Mazzarotto. O tema “Trabalho Infantojuvenil na Agricultura: Uma Análise Estatística Comparando as Mesorregiões Paranaenses”.da Fecilcam/Campo Mourão, de autoria  Elton Donizete de Souza, foi classificado em segundo lugar , e a terceira classificação coube a Josiane da Silva Ribeiro, também da Fecilcam/Campo Mourão, com a monografia “O Trabalho Escravo Contemporâneo no Paraná: Uma Abordagem das Piores Formas do Trabalho Infantil”.

Deixe uma resposta

Top