Você está aqui
Home > Notícias > Acadêmicos e Economistas do Interior conquistam o 27º Prêmio Paraná de Economia

Acadêmicos e Economistas do Interior conquistam o 27º Prêmio Paraná de Economia

Em Campo Mourão, o CORECONPR realizou a cerimônia de entrega da premiação, no Teatro Municipal. 

Com a finalidade de estimular e valorizar a produção científica e propiciar a reflexão sobre temas ligados à realidade da economia paranaense e à economia pura e aplicada, o CORECONPR (Conselho Regional de Economia do Paraná) realizou a solenidade de entrega do 27º Prêmio Paraná de Economia, aos vencedores da categoria Monografia de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Econômicas e Artigos. O evento foi realizado no dia 1º de setembro, no Teatro Municipal de Campo Mourão, e contou ainda com a palestra do economista Luiz Antonio de Camargo Fayet (Consultor para Logística e Infraestrutura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), com tema “Agronegócio Brasileiro – Oportunidades e Obstáculos Logísticos”. A solenidade teve apoio da Unespar – Campo Mourão e coordenação do delegado regional do CORECONPR, Jesus Crepaldi.

Monografia

Os três vencedores em Monografia, na categoria Economia Pura e Aplicada, foram da UEL, Universidade Estadual de Londrina. Na 1ª colocação foi homenageado Maylisson Rodrigo Fonseca, que venceu com o tema “Diferenciais de salário e discriminação por gênero e cor no mercado de trabalho da Região Norte do Brasil, em 2004 e 2013”. Em 2º lugar, Matheus Demambre Bacchi, com o tema “Diferenciais de salário e discriminação por gênero e cor na região sudeste do Brasil – 2002 e 2013”. E, com o terceiro lugar, Davi Winder Catelan, com o tema “Uma abordagem das diferenças salariais e da discriminação por gênero e cor no mercado de trabalho da Região Sul do Brasil, em 2002 e 2013”.

Pela categoria Economia Paranaense, o destaque foi para a primeira colocada, Renata Cattelan, da Unioeste Beltrão, com o tema “MST e ideologia: a teoria e a prática no assentamento Celso Furtado”. Karine de Souza Brandalize Fantini, da UNESPAR Campo Mourão, recebeu o prêmio pelo 2º lugar, com o tema “Dinâmica socioeconômica do município de Luiziana no período 2010-2015: Estudo de caso de município de pequeno porte”. E ao terceiro colocado foi  Johny Henrique Cabreiro Xavier,  da Universidade Estadual de Maringá, com o tema “Determinantes da probabilidade do desemprego no Paraná: Uma aplicação do modelo Logit (2001 e 2014)”.

Artigos

“Uma alternativa de combate ao contrabando de cigarro a partir da estimativa da curva de Laffer e da discussão sobre a política de preço mínimo”, foi o artigo premiado pela categoria Artigos de Economistas, de autoria de Pery Francisco Assis Shikida. O segundo lugar foi conquistado por Augusta Pelinski Rahier, com o artigo “Capital intangível regional e o crescimento econômico dos municípios do Paraná”.

Jaime Shimizu, estudante do curso de economia da Universidade Estadual de Londrina (UEL) venceu a categoria Artigos de Estudantes, com o tema “Ocupação e renda das pessoas domiciliadas no meio rural paranaense entre 2011 e 2015”.

Agronegócio Brasileiro – Oportunidades e Obstáculos Logísticos

O público presente na cerimônia de premiação teve a oportunidade de acompanhar a palestra do economista Luiz Antonio de Camargo Fayet (Consultor para Logística e Infraestrutura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), que teve como tema “Agronegócio Brasileiro – Oportunidades e Obstáculos Logísticos.

Durante a sua exposição, Fayet destacou que o grande entrave para o crescimento do agronegócio é a falta de investimento em logística. Ele defendeu que há necessidade de investir no escoamento da produção e em um novo modelo, traçando uma nova rota. Segundo ele, a ineficiência logística causa muitos prejuízos para a economista brasileira e vem prejudicando o agronegócio brasileiro. “Se hoje nós já temos uma posição de destaque, poderíamos ser muito maiores e melhores e com resultados muito mais expressivos se houvesse investimento na infraestrutura logística”.

Top